sábado, 17 de julho de 2010

Durga

Na Índia, a Deusa é chamada Devi.Para os hindus, todas as Deusas são uma deusa, diferentes aspectos de Devi ou do Feminino Divino. Um aspecto de Devi nasceu para livrar o mundo do demônio do mal, Durga. Na batalha entre os Deuses e os antideuses ou demonios nenhum dos Deuses pode distruir Durga, então eles foram até Devi e lhe pediram ajuda. MOntada em um tigre e brandindo suas temidas armas, ela atacou o demônio que se transformou de uma forma terrível em outra até Devi matá-lo, quando se transformou num búfulo. Com recordação da grande batalha, Devi assumiu o nome de Durga.
Significado da Carta:
Você chamou Durga à sua vida para ajudá-la a criar limites*. O que você anda interiorizando que deveria ficar de fora? De que modo você não está protegendo, protegendo a sua vida, o seu tempo? A afirmação "Não, não posso fazer isso agora, preciso tomar conta de mim" faz parte do seu vocabulário? Talvez você se sinta abafada pelos outros. Você está sendo desviada do seu centro pelos pedidos de dar, dar, dar, até que não reste nada para si mesma? Durga está aqui para ajudá-la a alimentar a totalidade criando e fixando os limites do seu espaço pessoal. Estabelecer limites nitidos é um ato de amor por si mesma. Não ter limites transmite aos outros a mensagem de que você é ilimitada e quer ser tratada de forma ilimitada. NInguém é ilimitado, há pontos em que somos feridos, pontos em que podemos ser vulneráveis, aspectos que precisam ser tratados com carinho. Durga diz que os limites são vitais porque eles fazem os outros saber quem você é e onde você está.

Nenhum comentário: